Azia, queimação e dor torácica. Esses são alguns dos sintomas do refluxo. Atualmente, a doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), afeta cerca de 12% da população, o que corresponde a aproximadamente 20 milhões de brasileiros. Mesmo fazendo parte da vida de um grande número de pessoas, somente cerca de 30% dos pacientes afetados pela doença, procuram assistência médica.⠀

Causada por diversos fatores como a má alimentação, obesidade, diabetes, ansiedade, hérnia de hiato, tabagismo, alcoolismo e gravidez, a doença muitas vezes é ignorada por seus portadores, que abusam das automedicações, e não se dão conta de que as complicações ocasionadas pelo distúrbio podem até ser fatais.⠀

Para muitas pessoas a mudança de hábitos alimentares pode ser satisfatória. No entanto, em outros casos, esse é um sintoma da Doença do Refluxo Gastro-esofágico (DRGE), que se manifesta no esôfago, quando o alimento volta do estômago para esse. O fluxo normal da digestão é boca-esôfago-estômago. Quando o alimento faz o caminho de volta, é chamado refluxo.⠀

Atualmente uma das formas de tratamento (quando não há sucesso no tratamento com medicamentos) é a cirurgia. Essa possibilidade deve ser avaliada para a correção da doença, ou seja, a colocação de uma válvula anti-refluxo, realizada por videolaparoscopia.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

desenvolvido por Cacto Publicidade
Rua Estevão Emílio de Souza, 108 (em frente ao Hospital Unimed) :: Próspera :: Criciúma/SC :: Tel. (48) 3439.4096