A hiperidrose é a sudorese excessiva que não está necessariamente relacionada ao calor ou exercícios. Muitas pessoas que possuem esse quadro suam tanto a ponto de encharcar suas roupas ou pingar de suas mãos. Além de interromper as atividades diárias normais, esse tipo de suor intenso pode causar ansiedade social e constrangimento.

A forma mais comum de hiperidrose √© chamada de hiperidrose focal prim√°ria (essencial). Com esse tipo, os nervos respons√°veis ‚Äč‚Äčpor sinalizar as gl√Ęndulas sudor√≠paras tornam-se hiperativos. O estresse ou nervosismo, podem piorar esse quadro. Esse tipo geralmente afeta as palmas das m√£os e plantas dos p√©s e √†s vezes o rosto.

Não há causa médica para esse tipo de hiperidrose. Pode ter um componente hereditário, porque às vezes ocorre em famílias.

A hiperidrose secund√°ria ocorre quando o excesso de suor √© devido a uma condi√ß√£o m√©dica. √Č o tipo menos comum. √Č mais prov√°vel que cause suor em todo o corpo.

“O tratamento cir√ļrgico √© o indicado em muitos casos, atrav√©s da Simpatectomia”, explica o Diretor T√©cnico M√©dico da Mova, Dr Leandro Avany Nunes.
O procedimento √© feito por v√≠deo e consiste¬† da remo√ß√£o¬† de parte do nervo simp√°tico, que ativa sinais como rubor excessivo e suor em diversas partes do corpo como¬† m√£os, axilas e p√©s. “O procedimento por v√≠deo √© r√°pido, com m√≠nimas incis√Ķes e tempo de recupera√ß√£o mais r√°pido, bem como menos cicatrizes‚ÄĚ, explica.

 


desenvolvido por Cacto Publicidade
Rua Estevão Emílio de Souza, 108 (em frente ao Hospital Unimed) :: Próspera :: Criciúma/SC :: Tel. (48) 3439.4096