“A gravidez e os métodos contraceptivos no pós-operatório” foi o tema detalhado na noite desta quinta-feira, dia 16, em mais uma reunião do grupo de pacientes bariátricos que ocorreu na Clínica Mova. Com a participação especial da médica Luciana Isolde Nunes, a equipe Multidisciplinar da Clínica Mova liderada pelo médico-cirurgião Leandro Avany Nunes, detalhou o assunto, esclareceu dúvidas e facilitou a troca de experiência entre os participantes.

“É importante ressaltar que as mulheres de 12 a 18 meses após a cirurgia bariátrica já podem engravidar. Por isso a importância de explicarmos a importância da contracepção, os prós e contras de cada método anticoncepcional”, explica a médica Luciana Isolde Nunes.

A próxima reunião de pacientes pré e pós-operados será realizada em setembro.


Troca de experiências e relatos dos pacientes que estão no pré ou pós-operatório da cirurgia bariátrica foram os assuntos destaques da reunião bariátrica mensal realizada na Clínica Mova, em Criciúma. O encontro realizado na noite de quinta-feira, dia 19, serviu para a troca de vivências entre os pacientes e o cirurgião Dr. Leandro Avany Nunes.

“Procuramos mostrar as experiências de cada paciente e dessa forma, evidenciar os cuidados que precisam ser tomados para se manter o peso. As reuniões com a equipe multidisciplinar têm esta importante função. Os pacientes que depois de operados participam das reuniões tem os melhores resultados, já que dificilmente esquecerão das orientações necessárias”, explica o cirurgião Dr. Leandro Avany Nunes.

A próxima reunião de pacientes pré e pós-operados será realizada em agosto.


Os mitos e verdades da cirurgia bariátrica foram os temas detalhados pela psicanalista Ana Paula Gramacho e pela nutricionista Michele Biff Citadin durante a reunião bariátrica mensal realizada na Clínica Mova para os pacientes pré e pós operados. O encontro realizado na noite de quinta-feira, dia 21, serviu para a troca de experiências e vivências entre os pacientes e as profissionais.

“As reuniões são importantes para que haja o reforço nas informações. Cada um que participa destes encontros absorve de um jeito a informação e consegue avaliar a melhor forma que elas podem auxiliar em todo o processo de emagrecimento”, explica a psicanalista Ana Paula Gramacho.

Após o final da reunião, ocorreu o sorteio entre os participantes de duas cestas com produtos naturais.


A equipe Multidisciplinar da Clínica Mova, em Criciúma, esteve reunida na noite de quinta-feira, dia 17, para mais uma reunião do grupo de pacientes bariátricos. Os pré e pós-operados participaram do encontro que foi comandado pela nutricionista Michele Biff que exaltou a importância dos cuidados com a alimentação especialmente no pré-operatório.

“Toda a preparação e os cuidados que antecedem a cirurgia são muito importante para ter sucesso no procedimento. A dieta no pré-operatório vai ajudar muito na recuperação pós-cirurgia”, esclarece a nutricionista Michele Biff.

Durante o encontro, os pacientes também puderam tirar dúvidas sobre a alimentação e os alimentos que são importantes durante o pré e pós operatório.

Ao final da reunião, foi realizado um sorteio de brindes, três cestas com produtos saudáveis, aos que estavam presentes.


A equipe Multidisciplinar da Clínica Mova, em Criciúma, se reuniu na noite dessa quinta-feira, dia 19, para mais uma reunião do grupo de pacientes bariátricos. Os pré e pós-operados participaram do encontro comandado pelo cirurgião Dr. Leandro Avany Nunes.

Durante a reunião a importância da mudança de hábitos para uma melhor qualidade de vida estiveram em evidência. “A cirurgia vem para ajudar, mas é muito importante uma mudança de hábitos por parte do pacientes para que ele se mantenha saudável”, explica o cirurgião Dr. Leandro Avany Nunes.

Ao final da reunião, foi realizado um sorteio de brindes aos que estavam presentes. A próxima reunião vai ser realizada no dia 17 de maio, na Clinica Mova.

      

 


Conteúdo Relacionado

A equipe Multidisciplinar da Clínica Mova, em Criciúma, retomou na noite de quinta-feira, dia 15, as reuniões do grupo de pacientes bariátricos. Os pré e pós-operados participaram do encontro comandado pelo cirurgião Dr. Leandro Avany Nunes e que contou com a participação dos profissionais da clínica. A reunião também contou com a palestra da nutricionista Michele Biff, com o tema “Deficiências nutricionais após a cirurgia bariátrica. Porque ocorrem e como prevenir”.

“Essas reuniões são importantes para mostrar a necessidade de uma mudança na vida desses pacientes. A cirurgia resolve o problema da obesidade por um tempo, porém é preciso garantir uma mudança contínua de hábitos para que o paciente possam seguir com os resultados”, explica o cirurgião Dr. Leandro Avany Nunes. “A obesidade é multifatorial, por isso a importância de um acompanhamento multidisciplinar”, complementa.

Durante a palestra, a nutricionista Michele Biff explicou que há sempre muita dúvida do que a cirurgia pode causar com relação as deficiências nutricionais. “Procuramos mostrar aqui as principais causas desse problema e de que forma o paciente pode suprir essas carência por meio de uma alimentação saudável”, enaltece Michele.

Ao final da reunião, foi realizado um sorteio de brindes aos presentes e uma nova reunião já está agendada para o dia 19 de abril.


A Clínica MOVA promoveu o último encontro do ano do grupo de pacientes bariátricos pré e pós operados. O encontro teve como tema informações e dúvidas sobre a cirurgia bariátrica, a obesidade, o sobrepeso, entre outros assuntos.

O encontro foi coordenado pelo Dr Leandro Avany Nunes, médico responsável pela Clínica Mova. Os presentes também puderam tirar dúvidas com a Nutricionista, Michelle Biff, e com a Psicóloga, Ana Paula Gramacho.

Os encontros são abertos ao público e gratuitos e ocorrem na sede da Clínica MOVA, localizada na Rua Estevão Emílio de Souza, 108, no bairro Próspera, em frente ao Hospital Unimed. Mais informações pelos telefones (48)3439-4096, (48)3431-8808 e (48)99177-4096.


Pacientes pré e pós-operados da cirurgia bariátrica, além da comunidade em geral participaram de uma reunião multidisciplinar na Clínica Mova nesta quinta-feira, dia 28. Comandada pelo médico vídeo cirurgião, Leandro Avany Nunes, e pela nutricionista, Michele Biff, os presentes conheceram mais sobre o processo cirúrgico e tiveram suas dúvidas sanadas pelos profissionais.

O médico ressaltou os hábitos errados na alimentação da população durante a evolução humana. “Hoje temos os Estados Unidos com 40% da população obesa, um número muito expressivo. O Brasil caminha para o mesmo futuro, beirando já os 30%”, compara. Avany ressaltou que a obesidade é multifatorial, na qual a reserva de gordura aumenta até estar associada a alguns problemas de saúde ou aumento da taxa de mortalidade.

O especialista explanou ainda os tipos de cirurgias realizados, como o by pass gástrico, o procedimento mais executado na Clínica Mova. “O tratamento da cirurgia bariátrica é um grande desafio, tanto para os pacientes como para o médico. É uma mudança de vida e de comportamento do paciente, que caminha ao lado de toda equipe multidisciplinar da clínica”, frisa Avany Nunes.

Já de acordo com Michele, o processo nutricional começa antes do procedimento cirúrgico. “Eu preconizo muito pela conscientização pré-operatória, pois o nosso objetivo é identificar quais os erros foram cometidos para que essa obesidade tenha se desenvolvido. Sendo assim, a partir destes erros vamos cirando estratégias para se comer melhor”, salienta.

A nutricionista detalhou também todo o processo de alimentação ao longo do procedimento cirúrgico. Após a cirurgia, o paciente passará por uma alimentação liquida durante 30 dias. Já de 30 a 60 dias, a alimentação passa a ser pastosa. “Esta é uma construção com cada paciente, mas o importante é ter a consciência de mudança de vida e de hábitos alimentares. Estas mudanças não são fáceis, mas se o paciente não iniciar, nunca mudará”, destaca.

Liziane Manenti, de 32 anos, passou pelo procedimento há menos de dez dias e está satisfeita com a recuperação e os resultados até o momento conquistados. “Já são cinco quilos a menos e a meta é chegar aos 65 quilos”, comenta a paciente que possuía 95 quilos. “Antes da cirurgia já tentei de várias formas perder peso, mas nunca consegui. Então decidi pelo procedimento e estou muito feliz, minha recuperação está muito tranquila”, comemora a costureira.

 


Diabetes

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 246 milhões de pessoas (cerca de 6% da população adulta mundial) sofrem de diabetes. No Brasil, estima-se que 11 milhões de pessoas tenham a doença.

A epidemia de diabetes tipo 2 está associada diretamente à obesidade. Estresse, hábitos alimentares não saudáveis e vida sedentária são as principais causas da incidência da doença. Pessoas com excesso de peso têm risco de desenvolver diabetes três vezes superior ao de pessoas com peso normal.

Problemas articulares

O excesso de peso causado pelo acúmulo de gordura no corpo sobrecarrega todo o organismo, mas a coluna vertebral é afetada de modo particular. Na pessoa obesa, o peso do corpo pressiona as vértebras e desgasta as articulações, podendo ocasionar hérnia de disco.

É comum o paciente sofrer com dores na coluna e nas articulações dos membros inferiores, como joelhos e tornozelos. Com a redução do peso corporal, é possível aliviar a carga sobre a estrutura óssea, suavizar as dores e minimizar a incidência de problemas articulares mais sérios.

Hipertensão arterial

8O excesso de peso corporal está diretamente relacionado com a hipertensão arterial. Hábitos de vida não saudáveis, como sedentarismo e consumo exagerado de alimentos industrializados ricos em sal, ajudam a aumentar os níveis de pressão arterial.

 

Estudos demonstram que, com a redução do índice de massa corpórea, a cirurgia bariátrica tem impacto significativo na diminuição da circunferência abdominal, da pressão arterial, da frequência cardíaca e dos níveis de colesterol ruim (LDL), além de promover o aumento do bom colesterol (HDL).


Outras doenças

A condição de obesidade grave está associada também a outros problemas de saúde, como dificuldades respiratórias e apneia do sono, risco aumentado de embolia pulmonar por alterações da coagulação sanguínea e até alguns tipos de câncer (de útero, mama e intestino grosso, entre outros).

Deficiências de vitaminas e minerais também podem estar presentes na obesidade. Muitas pessoas não fazem refeições saudáveis, substituindo-as por comidas gordurosas e frituras, que não fornecem ao organismo os nutrientes necessários.

*Dados do Portal Saúde Metabólica 


Com a chegada dos meses mais quentes as pessoas que convivem com o suor excessivo sofrem ainda mais. Mas qual o limite entre o normal e o anormal quando se trata de suar em excesso? A chamada hiperidrose é uma condição onde o suor pode estar localizado nas mãos, pés, além da mais tradicional sudorese nas axilas. Esse excesso de transpiração atinge um percentual pequeno da população, mas que causa vários transtornos. Esse suor excessivo pode ser extremamente desagradável para a vida social, atrapalhando o dia a dia. 


Origem

A doença costuma ser desencadeada por razões emocionais, relacionadas ao estresse, levando o paciente a suar até cinco vezes mais do que o normal. O problema pode ser identificado através da observação dos sintomas relacionados à sudorese em áreas localizadas como rosto, pescoço, couro cabeludo, axilas, mãos, nádegas, virilhas e pés. Sua aparição ocorre em momentos alternados, várias vezes ao dia, independente da temperatura ambiente.


O que talvez muita gente desconheça é que existe um tratamento eficaz e seguro para resolver esse problema, que tem o nome de hiperidrose. Pode ser clínico ou cirúrgico, sendo que esta possibilidade deve ser avaliada com o médico. Chamado simpatectomia, o procedimento, realizado por videolaparoscopia, pode ser realizado na região toráxica ou lombar. Em alguns casos, o tratamento também é feito para pacientes com rubor facial, ligado ao mau funcionamento do nervo simpático.


« Página anteriorPróxima página »

desenvolvido por Cacto Publicidade
Rua Estevão Emílio de Souza, 108 (em frente ao Hospital Unimed) :: Próspera :: Criciúma/SC :: Tel. (48) 3439.4096