Pacientes pr√© e p√≥s-operados da cirurgia bari√°trica, al√©m da comunidade em geral participaram de uma reuni√£o multidisciplinar na Cl√≠nica Mova nesta quinta-feira, dia 28. Comandada pelo m√©dico v√≠deo cirurgi√£o, Leandro Avany Nunes, e pela nutricionista, Michele Biff, os presentes conheceram mais sobre o processo cir√ļrgico e tiveram suas d√ļvidas sanadas pelos profissionais.

O m√©dico ressaltou os h√°bitos errados na alimenta√ß√£o da popula√ß√£o durante a evolu√ß√£o humana. ‚ÄúHoje temos os Estados Unidos com 40% da popula√ß√£o obesa, um n√ļmero muito expressivo. O Brasil caminha para o mesmo futuro, beirando j√° os 30%‚ÄĚ, compara. Avany ressaltou que a obesidade √© multifatorial, na qual a reserva de gordura aumenta at√© estar associada a alguns problemas de sa√ļde ou aumento da taxa de mortalidade.

O especialista explanou ainda os tipos de cirurgias realizados, como o by pass g√°strico, o procedimento mais executado na Cl√≠nica Mova. ‚ÄúO tratamento da cirurgia bari√°trica √© um grande desafio, tanto para os pacientes como para o m√©dico. √Č uma mudan√ßa de vida e de comportamento do paciente, que caminha ao lado de toda equipe multidisciplinar da cl√≠nica‚ÄĚ, frisa Avany Nunes.

J√° de acordo com Michele, o processo nutricional come√ßa antes do procedimento cir√ļrgico. ‚ÄúEu preconizo muito pela conscientiza√ß√£o pr√©-operat√≥ria, pois o nosso objetivo √© identificar quais os erros foram cometidos para que essa obesidade tenha se desenvolvido. Sendo assim, a partir destes erros vamos cirando estrat√©gias para se comer melhor‚ÄĚ, salienta.

A nutricionista detalhou tamb√©m todo o processo de alimenta√ß√£o ao longo do procedimento cir√ļrgico. Ap√≥s a cirurgia, o paciente passar√° por uma alimenta√ß√£o liquida durante 30 dias. J√° de 30 a 60 dias, a alimenta√ß√£o passa a ser pastosa. ‚ÄúEsta √© uma constru√ß√£o com cada paciente, mas o importante √© ter a consci√™ncia de mudan√ßa de vida e de h√°bitos alimentares. Estas mudan√ßas n√£o s√£o f√°ceis, mas se o paciente n√£o iniciar, nunca mudar√°‚ÄĚ, destaca.

Liziane Manenti, de 32 anos, passou pelo procedimento h√° menos de dez dias e est√° satisfeita com a recupera√ß√£o e os resultados at√© o momento conquistados. ‚ÄúJ√° s√£o cinco quilos a menos e a meta √© chegar aos 65 quilos‚ÄĚ, comenta a paciente que possu√≠a 95 quilos. ‚ÄúAntes da cirurgia j√° tentei de v√°rias formas perder peso, mas nunca consegui. Ent√£o decidi pelo procedimento e estou muito feliz, minha recupera√ß√£o est√° muito tranquila‚ÄĚ, comemora a costureira.

 


Diabetes

De acordo com a Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde (OMS), mais de 246 milh√Ķes de pessoas (cerca de 6% da popula√ß√£o adulta mundial) sofrem de diabetes. No Brasil, estima-se que 11 milh√Ķes de pessoas tenham a doen√ßa.

A epidemia de diabetes tipo 2 está associada diretamente à obesidade. Estresse, hábitos alimentares não saudáveis e vida sedentária são as principais causas da incidência da doença. Pessoas com excesso de peso têm risco de desenvolver diabetes três vezes superior ao de pessoas com peso normal.

Problemas articulares

O excesso de peso causado pelo ac√ļmulo de gordura no corpo sobrecarrega todo o organismo, mas a coluna vertebral √© afetada de modo particular. Na pessoa obesa, o peso do corpo pressiona as v√©rtebras e desgasta as articula√ß√Ķes, podendo ocasionar h√©rnia de disco.

√Č comum o paciente sofrer com dores na coluna e nas articula√ß√Ķes dos membros inferiores, como joelhos e tornozelos. Com a redu√ß√£o do peso corporal, √© poss√≠vel aliviar a carga sobre a estrutura √≥ssea, suavizar as dores e minimizar a incid√™ncia de problemas articulares mais s√©rios.

Hipertens√£o arterial

8O excesso de peso corporal está diretamente relacionado com a hipertensão arterial. Hábitos de vida não saudáveis, como sedentarismo e consumo exagerado de alimentos industrializados ricos em sal, ajudam a aumentar os níveis de pressão arterial.

 

Estudos demonstram que, com a redução do índice de massa corpórea, a cirurgia bariátrica tem impacto significativo na diminuição da circunferência abdominal, da pressão arterial, da frequência cardíaca e dos níveis de colesterol ruim (LDL), além de promover o aumento do bom colesterol (HDL).


Outras doenças

A condi√ß√£o de obesidade grave est√° associada tamb√©m a outros problemas de sa√ļde, como dificuldades respirat√≥rias e apneia do sono, risco aumentado de embolia pulmonar por altera√ß√Ķes da coagula√ß√£o sangu√≠nea e at√© alguns tipos de c√Ęncer (de √ļtero, mama e intestino grosso, entre outros).

Defici√™ncias de vitaminas e minerais tamb√©m podem estar presentes na obesidade. Muitas pessoas n√£o fazem refei√ß√Ķes saud√°veis, substituindo-as por comidas gordurosas e frituras, que n√£o fornecem ao organismo os nutrientes necess√°rios.

*Dados do Portal Sa√ļde Metab√≥lica¬†


Com a chegada dos meses mais quentes as pessoas que convivem com o suor excessivo sofrem ainda mais. Mas qual o limite entre o normal e o anormal quando se trata de suar em excesso? A chamada hiperidrose é uma condição onde o suor pode estar localizado nas mãos, pés, além da mais tradicional sudorese nas axilas. Esse excesso de transpiração atinge um percentual pequeno da população, mas que causa vários transtornos. Esse suor excessivo pode ser extremamente desagradável para a vida social, atrapalhando o dia a dia. 


Origem

A doen√ßa costuma ser desencadeada por raz√Ķes emocionais, relacionadas ao estresse, levando o paciente a suar at√© cinco vezes mais do que o normal. O problema pode ser identificado atrav√©s da observa√ß√£o dos sintomas relacionados √† sudorese em √°reas localizadas como rosto, pesco√ßo, couro cabeludo, axilas, m√£os, n√°degas, virilhas e p√©s. Sua apari√ß√£o ocorre em momentos alternados, v√°rias vezes ao dia, independente da temperatura ambiente.


O que talvez muita gente desconhe√ßa √© que existe um tratamento eficaz e seguro para resolver esse problema, que tem o nome de hiperidrose. Pode ser cl√≠nico ou cir√ļrgico, sendo que esta possibilidade deve ser avaliada com o m√©dico. Chamado simpatectomia, o procedimento, realizado por videolaparoscopia, pode ser realizado na regi√£o tor√°xica ou lombar. Em alguns casos, o tratamento tamb√©m √© feito para pacientes com rubor facial, ligado ao mau funcionamento do nervo simp√°tico.


desenvolvido por Cacto Publicidade
Rua Estevão Emílio de Souza, 108 (em frente ao Hospital Unimed) :: Próspera :: Criciúma/SC :: Tel. (48) 3439.4096