A cirurgia bari√°trica √© indicada aos pacientes com IMC acima de 35, quando possui alguma doen√ßa associada. Nos demais casos a indica√ß√£o para este tratamento √© de IMC acima de 40. ‚ÄúChega um momento na vida dos pacientes com obesidade m√≥rbida que as dietas, as medica√ß√Ķes e os tratamentos n√£o resolvem mais. Ent√£o √© a√≠ que entra a cirurgia bari√°trica. Ent√£o, para aquele paciente que tem seu IMC maior que 40, est√° indicado o procedimento da cirurgia bari√°trica, com toda uma equipe multidisciplinar, com equipe de cirurgi√Ķes, nutricionista, psic√≥logo e com a escolha da t√©cnica correta atrav√©s da consulta e da avalia√ß√£o desse paciente pr√©-operat√≥rio.‚ÄĚ, observa o cirurgi√£o Leandro Avany Nunes. Ap√≥s esta prepara√ß√£o e avalia√ß√£o, feita por esta equipe multidisciplinar, formada por nutricionista, um psic√≥logo e outros profissionais m√©dicos como o endocrinologista, onde s√£o trabalhados todos os aspectos do pr√© e p√≥s-operat√≥rio, ent√£o o paciente √© encaminhado para a cirurgia.
A secret√°ria, Cristiane Dias, pesava 116 kg e depois da cirurgia foi para 69 kg. ‚ÄúA minha autoestima est√° l√° em cima. Tudo o que fa√ßo agora √© mais f√°cil e mais tranq√ľilo. Me olho no espelho e vejo outra pessoa mais feliz com 47 kg a menos‚ÄĚ, conta. Segundo o Dr. Nunes, o procedimento cir√ļrgico s√≥ √© indicado para quem realmente precisa emagrecer por quest√£o de sa√ļde. ‚ÄúA gente s√≥ age naqueles pacientes que t√™m necessidade e indica√ß√£o precisa, sen√£o voc√™ pode levar complica√ß√Ķes para a vida de quem n√£o precisa‚ÄĚ, revela.
Quais os cuidados?
Os cuidados a serem tomados antes e ap√≥s cada cirurgia v√£o depender de cada caso, mas no geral consistem em avalia√ß√Ķes cl√≠nico-laboratoriais com exames de sangue, radiografia de t√≥rax, ultra-sonografia ou tomografia do abd√īmen, avalia√ß√£o cardiol√≥gica, endoscopia digestiva e avalia√ß√£o da fun√ß√£o respirat√≥ria, mais aprofundada quando for mais obeso ou complicado seja o caso. Caso o paciente tenha alguma doen√ßa que necessite tratamento e controle pr√©vio, a cirurgia ser√° adiada at√© que se obtenha a melhor condi√ß√£o cl√≠nica.
Os obesos que passam por uma cirurgia bariátrica necessitam de orientação nutricional permanente para suplementar a dieta com compostos ricos em proteínas, vitamina B12 e ferro. Cuidados especiais para evitar casos de desnutrição após a cirurgia também são necessários.
Nos primeiros meses, a redução no peso chega ser de sete a oito quilos. Os pacientes com quadro de diabetes tipo 2 podem precisar reduzir ou interromper o uso de insulina. A complicação mais difícil de ser tratada é a pressão arterial. Ela demora mais a estabilizar e o paciente não interrompe o uso de medicamentos. Vale lembrar que será sempre necessário um suporte multiprofissional e a adequação da dieta às novas metas a serem alcançadas.


Em termos de sa√ļde, a obesidade sempre significou problemas para quem est√° acima do peso tanto na parte f√≠sica e psicol√≥gica. No lado psicol√≥gico, a pessoa n√£o gosta do que v√™ no espelho e fica sem √Ęnimo para enfrentar as tarefas do dia a dia. No lado f√≠sico, o corpo sofre com o excesso de gorduras e isso contribui para o surgimento de doen√ßas.
Uma pesquisa da Associa√ß√£o Brasileira para o Estudo da Obesidade e da S√≠ndrome Metab√≥lica (Abeso), apontou que mais de 50% dos brasileiros t√™m gordura em excesso no organismo. ‚ÄúIsto √© alarmante, pois dependendo do grau de obesidade em que o paciente se encontra pode haver s√©rio risco na sa√ļde‚ÄĚ, conta o Dr. Leandro Avany Nunes.
A hipertens√£o arterial √© uma das conseq√ľ√™ncias que a obesidade acarreta e que traz possibilidades e riscos de complica√ß√Ķes como acidente vascular cerebral (derrame), doen√ßa arterial coronariana, insufici√™ncia card√≠aca, insufici√™ncia renal cr√īnica, doen√ßa vascular de extremidades entre outros. ‚ÄúA primeira medida de quem est√° acima do peso √© mudar os seus h√°bitos alimentares por uma refei√ß√£o balanceada, e adotar a pr√°tica de exerc√≠cios f√≠sicos. Dependendo do caso, a interven√ß√£o cir√ļrgica com bal√£o intrag√°strico ajuda no combate a obesidade‚ÄĚ, comenta Dr. Leandro.
Os benefícios da redução de peso
N√£o ter sobrepeso, por exemplo, pode te proteger pelo menos de 15 tipos de tumores. A perda de massa gorda reduz o risco de desenvolver doen√ßas e ameniza os fatores inflamat√≥rios que deixariam o corpo vulner√°vel ao c√Ęncer. A mem√≥ria tamb√©m fica mais ativa ao livrar-se de alguns quilos sobressalentes. Ao perder peso, diminui-se a resist√™ncia √† leptina, enzima que sinaliza se √© necess√°rio ingerir mais ou menos alimentos.
Uma diminui√ß√£o no tamanho da barriga influencia na press√£o arterial. Mais leve, o corpo deixa de produzir insulina aos montes para lidar com o a√ß√ļcar. Al√©m disso, as articula√ß√Ķes tamb√©m s√£o beneficiadas com um corpo mais leve, pois alivia a sobrecarga nas juntas, principalmente naquelas consideradas de impacto, como o quadril, o joelho e o tornozelo. Sobram vantagens de ter um peso adequado e saud√°vel, portanto cuide da sua sa√ļde.


desenvolvido por Cacto Publicidade
Rua Estevão Emílio de Souza, 108 (em frente ao Hospital Unimed) :: Próspera :: Criciúma/SC :: Tel. (48) 3439.4096