A sensação que a maioria dos pacientes teme antes da cirurgia pode aparecer no primeiro dia após o procedimento. A redução do estômago, ou cirurgia bariátrica, obtém o sucesso com o esforço do paciente em mudar de vida e ele deve estar psicologicamente preparado para sofrer com a abstinência, e esta é uma sensação que ele pode ter para o resto da vida. Nos primeiros dias, considerado a fase mais difícil onde o paciente só pode fazer a ingestão de líquidos é onde a abstinência aparece mais forte.

Durante a reunião, a troca de experiências entre os pós-operados, auxiliou quem ainda tem dificuldade em lidar com a abstinência. “A reunião tem este objetivo de lembrar que o acompanhamento da equipe é muito importante. Nós vamos auxiliar o paciente para que ele mantenha sua nova rotina de vida e a cirurgia seja um sucesso”, explica o cirurgião, Dr. Leandro Avany Nunes.

“Acho que é pra isso que a equipe multidisciplinar existe. Vocês nos auxiliam e nos preparam para tudo que vai acontecer. Comigo foi diferente, fui tão bem preparado que parece que me operaram a cabeça, não senti fome nem ansiedade”, comenta Alexandre, paciente operado há 90 dias.

De acordo com a psicanalista da clínica MOVA, Ana Paula Gramacho, nas pré consultas os pacientes parecem estar sempre muito conscientes do que vão passar, porém, a realidade é diferente. “Após a cirurgia fica muito mais difícil conviver com a abstinência e o paciente precisa ser preparado, pois isso segue para o resto da vida”, alerta.

Por outro lado, a abstinência também surge com fatores positivos. Devido ao fato do paciente ser obrigado a substituir sua rotina alimentar, alguns alimentos passam ser mais gostosos ao paladar do pós-operado. “A mudança do paladar é muito comum. Muitos pacientes no relatam que coisas saudáveis passam a ser mais atrativos depois da cirurgia”, finaliza a nutricionista, Michele Biff.


Evento será realizado gratuitamente em Criciúma, voltado a médicos, nutricionistas, outros profissionais da saúde e estudantes

Uma alimentação equilibrada que proporcione a oferta adequada de micronutrientes é fundamental para a prevenção e combate de diversas doenças. Esse é o tema que protagoniza no dia 05 de agosto uma palestra promovida na Clínica MOVA – Medicina da Obesidade e Videocirurgia Avançada, em Criciúma. O evento vai reunir profissionais da área da saúde como médicos e nutricionistas, além de estudantes. A palestra “Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) e Micronutrientes” será ministrada pela professora, Drª Silvia Maria Franciscato Cozzolino, a partir das 19hs.

Silvia é nutricionista, mestre e doutora em Ciências dos Alimentos pela USP, professora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, presidente do Conselho Regional de Nutricionistas – CRN3, com atuação na área de pesquisa com micronutrientes, especificamente com zinco e selênio e suas interações com outros nutrientes em situações de saudabilidade e de doenças. A palestrante é também autora do livro Biodisponibilidade de Nutrientes, obra que aborda, entre outros, o conteúdo de nutrientes presentes nos alimentos e dietas, bem como sua disponibilidade no organismo a partir de interações positivas ou negativas.

De acordo com a nutricionista da Clínica MOVA, Michele Biff Citadin, esta é uma oportunidade de ampliar os conhecimentos sobre os avanços científicos na área da alimentação e nutrição com uma profissional renomada em todo o país. “Com o crescimento alarmante da obesidade, com prevalência atingindo proporções epidêmicas, cresce também e de forma acentuada a prevalência de DCNT, uma vez que estas têm como um dos fatores de risco o excesso de peso. Essas doenças contribuem para a incapacidade funcional e aumento da mortalidade. Os micronutrientes, tais como zinco, magnésio, cromo, selênio, entre outros, têm papel importante frente a essas comorbidades. Assim, vamos ter a oportunidade de discutir como os micronutrientes podem auxiliar na prevenção e tratamento dessas doenças permitindo melhora da qualidade e expectativa de vida da população”, pontua.

A palestra “Doenças Crônicas não transmissíveis e Micronutrientes” conta com o apoio do Curso de Nutrição da UNESC e será realizada no Auditório da Clínica Mova, localizada na Rua Estevão Emílio de Souza, 108, em frente ao Hospital Unimed Criciúma. As inscrições, com vagas limitadas, são gratuitas e podem ser realizadas pelo telefone (48) 3439-4096.


desenvolvido por Cacto Publicidade
Rua Estevão Emílio de Souza, 108 (em frente ao Hospital Unimed) :: Próspera :: Criciúma/SC :: Tel. (48) 3439.4096