Na √ļltima quinta-feira (17), a cl√≠nica MOVA reuniu seus pacientes pr√© e p√≥s-operados da cirurgia bari√°trica para a primeira reuni√£o multidisciplinar de 2014. O encontro contou com a participa√ß√£o da nutricionista Michele Biff e da psicanalista Ana Paula Gramacho, que esclareceram as duvidas e explicaram os cuidados necess√°rios do p√≥s-operat√≥rio. Neste ano, as reuni√Ķes mensais sempre ir√£o abordar um tema central. ‚ÄúA grande maioria dos pacientes chegam ao consult√≥rio com o objetivo da cirurgia, apenas querem, por√©m, n√£o t√™m no√ß√£o do que vai acontecer depois, e √© essencial ter a prepara√ß√£o psicol√≥gica‚ÄĚ, explica Gramacho.

De acordo com a nutricionista, toda mudan√ßa, mesmo que seja para melhor, exige perdas, e este √© um dos objetivos principais da reuni√£o de grupo. ‚ÄúEstamos aqui para isto. Alert√°-los e ajud√°-los nesta etapa, que n√£o depende s√≥ dos profissionais e sim do paciente‚ÄĚ, comenta Biff.

A primeira edi√ß√£o do projeto neste ano teve a presen√ßa de dezenas de pacientes, como a rec√©m operada, Fl√°via Boaroli, de 43 anos. ‚ÄúFaz pouco mais de uma semana que me operei, ainda estou na fase l√≠quida e j√° comecei a sentir a perda de peso. √Č uma das fases mais dif√≠ceis, por isso o aux√≠lio dos profissionais √© t√£o importante‚ÄĚ, declara a paciente que fez a cirurgia com 106 kg e pretende chegar aos 65 kg.

Um dos pontos mais debatidos na reuni√£o foi a d√ļvida quanto aos primeiros dias da dieta. Pensar que nada pode acontecer alterando a dieta prescrita pela m√©dico √© um grande risco. Alguns pacientes n√£o conseguem ingerir √°gua ou tem receio de certos alimentos, nesta hora, deve-se recorrer aos profissionais para que eles possam fazer as adapta√ß√Ķes necess√°rias sem que os pacientes corram riscos.


‚ÄúTodo o acompanhamento antes √© para podermos mensurar o que √© suport√°vel para cada um‚ÄĚ, explica a psicanalista. A conversa com outros pacientes j√° operados e o apoio da fam√≠lia tamb√©m se torna fator determinante para o sucesso da cirurgia, que se resume na reconstru√ß√£o dos h√°bitos alimentares saud√°veis. ‚Äú√Č muito importante a fam√≠lia estar inserida em todo o processo da cirurgia. S√≥ quem passa sabe o que √©, ent√£o deve-se acompanhar, saber do procedimento e auxiliar em casa‚ÄĚ, aconselha a nutricionista.


desenvolvido por Cacto Publicidade
Rua Estevão Emílio de Souza, 108 (em frente ao Hospital Unimed) :: Próspera :: Criciúma/SC :: Tel. (48) 3439.4096